Scanner em tandem

Campo de visão e alta velocidade em sinergia

 

A observação de processos biológicos rápidos requer sistemas de aquisição de imagens de alta velocidade. No entanto, a microscopia de varredura confocal tem um ponto de estrangulamento inerente: a gravação em série dos elementos da imagem. Consequentemente, os sistemas de câmera e outras abordagens de aquisição rápida são muitas vezes aplicados. Com o Scanner em Tandem, a Leica oferece uma alternativa confocal de alta velocidade (Figura 1). O Scanner em Tandem une o Scanner de FOV com um sistema de varredura ressonante baseado em espelhos galvanométricos comutáveis.

Isso permite frequências de varredura de linha de até 12 kHz, o que resulta em cerca de 40 fps em um formato de varredura de 512x512 pixels ou 428 fps em 512x16 pixels. Trata-se de um aumento significativo de mais de 30% em relação à implementação anterior da Leica com frequência de linha de 8 kHz que ainda se encontra disponível. Essas altas velocidades de varredura são úteis para uma série de questões biológicas, incluindo a aquisição rápida de imagens de segundos mensageiros como Ca2+, medições cinéticas, fluxo de fluido ou motilidade celular (Figura 2). Para controlar tais frequências de varredura altas sem comprometer a qualidade da imagem e com alta fidelidade geométrica, é necessário um sistema intrincado de controle em tempo real.

Ao lado da alta velocidade de imagens, o sistema de varredura ressonante reduz a dosagem de fótons que é entregue para a amostra. O mecanismo pelo qual isso é obtido também é conhecido como relaxamento de antitripletes. Amostras vivas beneficiam-se assim da baixa fotodegradação e da maior viabilidade celular. Para obter mais detalhes sobre o relaxamento de antitripletes, consulte também o artigo correspondente no Laboratório de Ciências da Leica por Rolf Borlinghaus.