Contato
Leica DFC9000 Microscope Cameras Products Home Leica Leica Microsystems

Câmera para Microscópio sCMOS Leica DFC9000

DFC9000

A Leica DFC9000 GT vem com interface USB 3.0. A Leica DFC9000 GTC vem com a interface CameraLink. Os dois tipos de câmera são enviados com a placa PCI e os cabos apropriados.

Na maioria as vezes sim. Contudo, para aproveitar o máximo desempenho da câmera, recomendamos o uso da placa PCI que é fornecida com toda câmera. Para informações sobre como inserir a placa PCI, consulte as instruções de uso da câmera.

A câmera conta com um sensor 4.2 MP com uma diagonal de 19 mm. A Leica Microsystems desenvolveu um suporte C 1x específico que se encaixa perfeitamente à porta de captura e processamento de imagens de 19 mm da maioria dos microscópios de pesquisa invertidos e verticais da Leica, como o Leica DMi8 ou o Leica DM6 B.

O núcleo das duas câmeras é o sensor sCMOS original 4.2 MP da BAE com uma eficiência quântica máxima de 82%, dependendo do comprimento de onda.

sCMOS significa CMOS científico (Complementary Metal Oxide Semiconductor). Para pesquisadores, sensores sCMOS são o sinônimo comprovado dos sensores da mais alta qualidade para captura e processamento de imagens de célula viva graças ao alto alcance dinâmico, de baixo ruído e alta eficiência quântica , bem como uma alta taxa de captura.

"G" significa escala de cinza, pois a câmera é monocromática. "T" significa temperatura, pois a câmera é resfriada. "C" significa interface CameraLink, pois a Leica DFC9000 GTC possui uma interface CameraLink ao invés da interface USB 3.0 da Leica DFC9000 GT.

A Leica DFC9000 GT e a Leica DFC9000 GTC trabalham com um obturador de rolagem.

12 bit permite uma velocidade mais rápida, ex. 50 fps de quadro completo com a interface USB 3.0. Isto reduz o volume de dados. 16 bit suporta o mais alto alcance dinâmico.

O alcance dinâmico da câmera depende da capacidade de poço completo. As duas câmeras oferecem um grande alcance dinâmico, ex. o sensor é capaz de capturar sinais de alta e baixa intensidade ao mesmo tempo. Esta Introdução à tecnologia da câmera digital oferece uma explicação mais detalhada.

Suas imagens exibem áreas com sinais de alta e baixa intensidade. Em muitos casos, as áreas com baixa intensidade de fluorescência são o fundo, sinais com alta intensidade são os sinais de fluorescência. Quanto maior o alcance dinâmico, melhor é a documentação na mesma imagem. 

Se uma câmera não capturar estes sinais simultaneamente, um chamado algoritmo de alcance dinâmico alto (HDR) deve ser aplicado. Para isto, é necessário capturar imagens sequenciais com diferentes configurações de iluminação e combiná-las. Este processo sofre o risco de falta de precisão além de ser demorado. Uma vez que a Leica DFC9000 GT e a Leica DFC9000 GTC oferecem um grande alcance dinâmico, não é necessário recorrer às imagens HDR.

É necessário um cabo de acionamento de alta velocidade e uma placa de extensão da caixa CTR do microscópio.

A câmera é compatível com Pacote de Aplicação Leica (LAS) X. Ela não é compatível com LAS.

Você pode facilmente atualizar seu sistema com o driver da câmera apropriado através do atualizador de software Leica (fornecido pela LAS X). Além disso, o pacote da câmera inclui sempre a mais nova versão do LAS X gratuitamente.

Entre em contato com seu representante de vendas local. Verificaremos se a câmera pode ser consertada rapidamente ou se será necessário trocá-la.

Você pode conectar a câmera a qualquer microscópio estéreo ou composto da Leica com um canhão de documentação ou porta de documentação. Se a porta da câmera tiver um diâmetro de 19 mm, você obterá um campo de visão real de 19 mm por todo o sistema de captura e processamento de imagens. Para microscópios que não sejam Leica, entre em contato com seu representante Leica local.