A capacidade de analisar in vivo com ainda mais detalhes do que antes

O STELLARIS 8 DIVE oferece a você a aquisição flexível de imagens multicoloridas com mais de 1 mm de profundidade. Graças ao 4Tune, um detector de amplo espectro ajustável, você pode definir até quatro bandas de detecção simultaneamente ou um número ilimitado na aquisição sequencial de imagens em qualquer lugar no espectro de emissão. Ele oferece a flexibilidade de se adaptar à combinação de fluoróforos de que você precisa. Com o STELLARIS 8 DIVE, você pode realizar experimentos multifotônicos com mais de um bilhão de combinações de fluoróforos possíveis, permitindo que você estude processos complexos, como conectividade neuronal, estrutura de órgãos, interações dinâmicas ou relações espaciais de células e proteínas, com muito mais detalhamento.

Estude a metástase em espécimes vivos usando quatro ou mais cores para distinguir proteínas relevantes, atividade de hipocampo em camundongos acordados ou a estrutura de seções fixas do intestino grosso com o STELLARIS 8 DIVE!

Os dicroicos convencionais nunca são ideais para distinguir todos os fluoróforos, mas com os detectores espectrais, isso agora é possível e muito mais fácil, pois podemos realmente otimizar os comprimentos de onda que você deseja detectar para cada fluoróforo.

Prof. Dr. Jacco van Rheenen. Netherlands Cancer Institute, Amsterdam (Holanda).

Córtex cerebral de camundongo vivo com neurônios (GFP, em verde) e microglia (YFP, em amarelo) geneticamente marcados, astrócitos marcados com sulforodamina (em azul) e o vaso sanguíneo corado pela injeção de Alexa680-Dextran na veia da cauda (em vermelho). A pilha inteira é ~ 250 x 250 x 250 µm. Amostra de cortesia de LMF no DZNE Bonn, Alemanha.

DIVE com facilidade – o detector 4Tune

O sistema de detecção NDD  4Tune  pode ser equipado com dois a quatro detectores e é livremente configurável com detectores híbridos (Power HyD NDD), fotomultiplicadores (PMTs) ou uma combinação de ambos. A luz de emissão é separada por uma combinação de filtros dicroicos variáveis. Ajuste livremente sua detecção por todo o espectro visível (380 – 800 nm)!

A interface de usuário 4Tune permite otimizar a configuração de emissão para vários marcadores transgênicos, bastando arrastar e soltar. Devido ao seu design claro e intuitivo, operá-la é fácil e requer muito pouco treinamento.

Com o STELLARIS 8 DIVE, você está equipado para todos os marcadores transgênicos existentes e desenvolvidos recentemente e, também, para novos desenvolvimentos futuros!

Parte superior: Sistema de detecção de espectro amplo 4Tune: 1) Dicroico variável (VD). 2) Filtro variável (VB). 3) Power HyD NDD ou PMT. Parte inferior: A interface do usuário intuitiva 4Tune permite uma fácil configuração das janelas de detecção para todas as cores, de 380 até 800 nm.
Córtex cerebral de camundongo, Thy1-eYFP. Profundidade de penetração 20% melhorada usando a configuração Best Depth (Melhor profundidade). IRAPO 25 x 1,0 W motCorr. Amostra de cortesia de Kevin Keppler, instalação de microscopia de luz, DZNE Bonn (Alemanha).

Explore novas dimensões em profundidade

Com o STELLARIS 8 DIVE, você pode fazer ajustes para obter as percepções mais profundas e os detalhes mais finos. Todos os feixes de excitação podem ser ajustados de forma independente para qualquer objetiva usando o novo Vario Beam Expander (VBE).

O VBE permite uma localização otimizada e o equilíbrio certo entre resolução e profundidade, de acordo com a pergunta da pesquisa.

Otimize para a profundidade e resolução com o Vario Beam Expander

O Leica Vario Beam Expander VBE combina diâmetro de feixe e divergência ajustáveis. Isso lhe oferece a máxima profundidade, melhor resolução e correção total da cor.

Diâmetro do feixe ajustável para melhor equilíbrio entre resolução e profundidade

O STELLARIS 8 DIVE permite que você se adapte aos requisitos da sua amostra. Usando o Vario Beam Expander, você pode escolher: Máxima resolução (que resulta de uma abertura de fundo totalmente iluminada de suas lentes objetivas) e profundidade de penetração maximizada (resultante de um preenchimento ligeiramente incompleto da abertura de fundo). O preenchimento incompleto resulta em um maior volume focal e menor localização, o que leva a uma excitação mais eficiente.

Divergência de feixe ajustável para correção completa da cor

Nossas objetivas IR APO não sofrem de aberrações cromáticas na faixa do IR. No entanto, com o STELLARIS 8 DIVE você estará pronto para usar lentes objetivas adequadas para IR junto com múltiplas linhas de laser IR: O Vario Beam Expander pode ser usado para corrigir variações cromáticas e permitir experimentos multicoloridos significativos.

Vario Beam Expander (VBE) ajustável

Expanda o potencial de experimentos profundos in vivo com a aquisição de imagens sem marcação

Moléculas como colágeno e elastina têm papéis relevantes em doenças como o câncer. Nosso detector4tune permite o uso de sinais de segunda e terceira geração de harmônicas, que permitem estudar essas estruturas importantes sem coloração.

A combinação DIVE e STELLARIS também permite o uso de informações baseadas em tempo de vida intrínsecas à fluorescência. Essa capacidade permite que você realize experimentos como o mapeamento metabólico de uma amostra por meio da aquisição de imagens de tempo de vida de NADH ou FAD.

Intestino delgado do camundongo Confetti: O colágeno 1 é mostrado em cinza (SHG sem marcadores) e as células-tronco rastreadas da linhagem são mostradas em ciano, verde, amarelo e vermelho. As células-tronco desempenham um papel importante na disseminação do câncer nos organismos. Amostra de cortesia de Jacco van Rheenen, Netherlands Cancer Institute, NL.

Navegue facilmente pelo tecido sem a necessidade de coloração adicional

A navegação pelo tecido frequentemente requer marcos de orientação para saber onde as áreas de interesse estão localizadas. A propriedade de estruturação do colágeno pode ajudar na navegação pelo tecido e a encontrar áreas de interesse sem a necessidade de uma contracoloração.

A maioria dos tecidos biológicos contém colágeno, que é o componente principal dos tecidos conectivos. Por exemplo, intestinos são circundados por uma camada de colágeno. O colágeno pode ser visualizado facilmente na microscopia multifotônica, pela coleta de sinais de emissão exatamente na metade do comprimento da onda de excitação. Com as janelas flexíveis de detecção no 4Tune, qualquer comprimento de onda pode ser usado para coletar esse sinal, de modo que nenhuma marcação ou esforço adicional é necessário.

Quando a microscopista alcança a estrutura de colágeno, ela saberá que o tecido de interesse (aqui as células-tronco nos intestinos) está próximo. Intestino delgado do camundongo Confetti: A partir de SHG, o cinza indica colágeno 1 e ciano, células-tronco rastreadas de linhagem verde, amarela e vermelha. Amostra de cortesia de Jacco van Rheenen, Netherlands Cancer Institute, NL.
Imagem FLIM

Aquisição de imagens multifotônicas de autofluorescência do embrião de peixe-zebra selvagem. O contraste da vida útil é dado por diferentes cofatores e vitaminas. Neste caso, NADH (livre e vinculado à proteína), retinoides e FADH (livre e vinculada à proteína). Excitação: 740 nm. Emissão: 501 - 580 nm. Amostra de cortesia: Francesco Cutrale, University of Southern California, Los Angeles.

Combinação de imagens multifotônicas e informações sobre o tempo de vida para estudar as mudanças metabólicas

Mudanças metabólicas podem ser um indicador importante da saúde do tecido.

O STELLARIS 8 DIVE oferece todos os benefícios do TauSense, um conjunto de ferramentas de aquisição de imagens baseadas no tempo de vida de fluorescência. Quando o estado metabólico de uma célula se altera, ele pode ser visualizado por mudanças no tempo de vida de fluorescência das moléculas, como NADH. NADH desempenha um papel principal no metabolismo do açúcar e sua vida útil de fluorescência depende da concentração de glicose. O tempo de vida da fluorescência de NADH é alterado por uma mudança conformacional que ocorre devido à reação bioquímica que causa a decomposição da glicose.

Para a análise quantitativa completa do tempo de vida da fluorescência, o STELLARIS 8 DIVE pode ser combinado com o FAst Lifetime COntrast (FALCON).

Autofluroescência de NADH de células HeLa cultivadas antes e depois do tratamento com glicose. Esquerda: resultado qualitativo com TauContrast. Direita: análise quantitativa usando o gráfico de phasor no FALCON.

Adicione mais dimensões aos seus experimentos multifotônicos

Autofluorescência é uma emissão de fluorescência natural de tecidos que surgem de fluoróforos endógenos, como pequenas moléculas como NADH ou FAD, ou estruturas de tecido. Muitas vezes, isso cria um problema na aquisição de imagens de espécimes. Mas, e se você pudesse se beneficiar disso?

Graças à combinação DIVE e TauSense, agora é possível usar a separação baseada no tempo de vida para obter informações valiosas dos sinais de autofluorescência. Essa capacidade oferece um canal adicional, permitindo que você obtenha mais informações de seus espécimes valiosos.

Aumente a produtividade com os recursos exclusivos do software STELLARIS

Sistemas multifotônicos geralmente são difíceis de usar e precisam ser adaptados a cada experimento e usuário. Acrescente a isso o estresse de trabalhar com animais vivos ou tecido recém-extraído e você entenderá rapidamente a vantagem da flexibilidade para a realização de experimentos multifotônicos. O STELLARIS 8 DIVE oferece um fluxo de trabalho fácil e sem complicações, desde a configuração até os resultados finais, graças à integração perfeita das capacidades multifotônicas ao software STELLARIS.

  • Configuração experimental perfeita com a ImageCompass
  • Abordagem intuitiva para encontrar uma área de interesse em sua amostra com o LAS X Navigator
  • Aumento da velocidade e resolução com aprimoramento dinâmico de sinal

Configuração fácil e rápida para a aquisição de imagens multicoloridas multifotônicas com o ImageCompass

O hardware multifotônico STELLARIS 8 DIVE é totalmente integrado à interface ImageCompass do STELLARIS, permitindo que você defina facilmente suas configurações experimentais para um início rápido.

A excitação e a emissão MP podem ser definidas automaticamente pelo sistema usando o extenso banco de dados de fluoróforos. Elas também podem ser definidas manualmente com apenas alguns cliques. Configurações sequenciais e um visualizador 3D rápido e dinâmico – a aquisição de imagens multicoloridas multifotônicas nunca foi tão fácil.

Explore detalhes relevantes instantaneamente, mantendo sempre uma visão geral de sua amostra

O LAS X Navigator é uma poderosa ferramenta de navegação, que permite mudar rapidamente da pesquisa de imagem por imagem para uma visão geral completa de sua amostra. Graças à integração do DIVE e STELLARIS, seus experimentos multifotônicos podem se tornar mais eficientes. Beneficie-se da capacidade de navegar livremente por suas amostras grandes e complexas, fornecendo imagens multicoloridas profundas com visualizações gerais rápidas, imagens com diversas posições e varreduras de blocos.

Uma imagem em mosaico de uma fatia renal, de 1 cm de comprimento e 0,5 mm de espessura, é facilmente adquirida e oferece uma visão completa da célula nervosa renal e do sistema de colágeno (aqui em combinação com o TauContrast).

Aprimoramento Dinâmico de Sinal:

Mantenha a resolução de processos rápidos in vivo

Processos em espécimes vivos podem ser rápidos. No entanto, os sinais fluorescentes em modelos animais tendem a ser fracos.

A solução para enfrentar ambos os desafios é o Aprimoramento Dinâmico de Sinal. Ele permite médias para razão sinal/ruído melhor e, como consequência, melhor resolução, enquanto se adapta à dinâmica da sua amostra.

Interessado em saber mais?

Fale com nossos especialistas. Ficaremos felizes em responder todas as suas dúvidas e preocupações.

Fale conosco

Você prefere consultoria pessoal?


Você encontrará uma lista mais detalhada de todos os contatos aqui.