Limpeza técnica

Nas indústrias automotiva e eletrônica, os componentes devem estar livres da contaminação por partículas indesejadas. Ela pode reduzir o desempenho e a vida útil do produto. As indústrias dedicam um esforço considerável para encontrar maneiras eficientes de manter a limpeza técnica e tornar a produção econômica.

As normas ajudam os fornecedores e fabricantes a obter resultados de limpeza confiáveis. Na indústria automotiva, elas são a VDA 19 e a ISO 16232. Na indústria eletrônica, uma referência comum é a diretriz ZVEI.

A contaminação por partículas em produtos farmacêuticos pode ser um grande risco para os pacientes. Para garantir a qualidade e a segurança do produto, as empresas farmacêuticas precisam de soluções inovadoras para a análise de causa-raiz relacionada à limpeza técnica.

PRECISA DE AJUDA?

Entre em contato com um especialista em aquisição de imagens para obter orientações especializadas sobre soluções de limpeza técnica adequadas às suas necessidades e orçamento.

Card Icon

O que é limpeza técnica?

A limpeza técnica diz respeito à fabricação de produtos e seus componentes em várias indústrias. A qualidade do produto pode ser muito sensível à contaminação. Como resultado, indústrias como a automotiva, aeroespacial, microeletrônica, farmacêutica e de dispositivos médicos têm requisitos rigorosos de limpeza.

Card Icon

O que é a ISO 16232?

Na indústria automotiva, uma das principais normas é a ISO 16232, que fornece as definições aceitas e intervalos de parâmetros comuns, como por exemplo, classe de partículas em termos de tamanho, valores-limite para identificação de partículas, configurações de imagens etc., usados para análise de limpeza.

Card Icon

O que é a VDA 19?

Para a análise de limpeza no setor de transporte, tornou-se prática estabelecida seguir diretrizes, como a VDA 19.1 (Associação Alemã do Setor Automotivo), para a determinação quantitativa de contaminação por partículas em componentes de produtos.

Encontre a solução de análise de limpeza certa!

Responda a algumas perguntas rápidas, para que possamos recomendar a que atenda melhor às suas necessidades.

Contact us

{{ question.questionText }}

Please select an answer!

Best Match

{{ resultProduct.header }}

{{ resultProduct.subheader }}

{{ resultProduct.description }}

Request Your Information Package

Limpeza técnica de eletrônicos

Limpeza técnica: Eletrônica

Na indústria eletrônica, a limpeza de componentes é importante, pois a contaminação de partículas pode aumentar o risco de falha; por exemplo, partículas condutoras podem causar curtos-circuitos nas PCBs. Agora, com a mobilidade elétrica, existem também veículos elétricos com baterias e peças eletrônicas. Uma referência comum para a limpeza de eletrônicos é a diretriz ZVEI.

Para uma análise de limpeza econômica, fornecedores e fabricantes devem determinar, com eficiência, as propriedades condutoras das partículas que indicam o potencial de causar danos. A análise automatizada é fundamental para obter um processo eficiente, onde a microscopia óptica normalmente é aplicada. Determinar a composição de partículas de forma eficiente com uma única solução é uma grande vantagem.

Exemplo: Produção de placas eletrônicas

Limpeza técnica: Automotiva e transporte

Na indústria automotiva, a contaminação residual em sistemas muitas vezes afeta o desempenho e a vida útil. As normas e diretrizes comuns para limpeza automotiva são a ISO 16232 e a VDA 19.

Para obter uma análise de limpeza eficiente e econômica, fornecedores e fabricantes de produtos devem concordar com o que deve ser medido para indicar o potencial das partículas de causar danos, especialmente "partículas assassinas" de alto risco.

A análise automatizada de partículas é fundamental para um processo eficiente. A microscopia óptica é o método amplamente aplicado. O objetivo é encontrar e eliminar a fonte de contaminação. Uma solução que permita que ela seja identificada com eficiência é uma grande vantagem.

Exemplo: Bloco de cilindros de um motor

Limpeza técnica farmacêutica

Limpeza técnica: Produtos farmacêuticos

A contaminação por partículas em produtos farmacêuticos pode ter diversas origens. Essa contaminação pode ser um risco para os pacientes, pois pode causar sepse, resposta inflamatória, disfunção dos órgãos, flebite e arterite pulmonar. Uma norma usada nas indústrias farmacêuticas é a USP 788.

A identificação da contaminação por partículas é feita com a microscopia óptica. Durante a análise visual de partículas, às vezes pode ser difícil determinar a fonte de contaminação. A análise elementar/química permite que a composição seja conhecida e, portanto, descobrir sua origem (análise de causa-raiz) requer menos tempo e esforço. Uma solução de análise visual e química oferece vantagens significativas.

Exemplo: Produção farmacêutica de um líquido para infusão intravenosa

Produtos relacionados

Filter by Area of Application
Digital Inspection Microscope Emspira 3

Emspira 3

Emspira 3 combina tudo que é necessário para realizar uma inspeção visual abrangente em um único sistema, que inclui comparação, medição e compartilhamento da documentação.

Sistema de análise de limpeza Emspira

Cleanliness Analysis Systems

Sistemas de análise de limpeza com software otimizado e uma solução exclusiva de dois métodos em um para análise visual e química.

Contate-nos

*
*
*
*
*
*
*
Ao clicar no botão ENVIAR, confirmo que revisei e concordo com os Termos de uso e Política de Privacidade da Leica Microsystems GmbH. Também entendo minhas escolhas de privacidade em relação aos meus dados pessoais, conforme detalhado na Política de Privacidade em "Suas Escolhas de Privacidade".

Automotivo e transporte microscópios

Os microscópios automotivos e de transporte da Leica Microsystems melhoram a confiabilidade e a precisão do seu trabalho, assegurando a alta qualidade do seu produto final.

Read More

Classificação da qualidade do aço

Uma eficiência aprimorada para a classificação de inclusões não metálicas permite que fornecedores de aço e fabricantes industriais verifiquem a qualidade do aço em menos tempo, para garantir o desempenho confiável e longa vida útil. Especificações e padrões cada vez mais rígidos exigem a classificação rigorosa de inclusões não metálicas, de acordo com as normas internacionais, regionais e organizacionais. 

Read More

Indústria & Fabricação

O tempo de inatividade prejudica sua linha de produção. A Leica Microsystems pode ajudá-lo a evitar isso, fornecendo informações sobre os menores detalhes, identificar, documentar e criar relatórios de forma eficiente.

Read More

Perguntas frequentes sobre limpeza técnica

Na indústria eletrônica, uma referência comum para normas de limpeza é a diretriz ZVEI (ZVEI = Associação Alemã de Fabricantes de Equipamentos Elétricos e Eletrônicos) intitulada "Limpeza Técnica na Engenharia Elétrica".

Essa norma internacional especifica o código a ser usado na definição da quantidade de partículas sólidas no fluido hidráulico usado em um determinado sistema elétrico com fluido hidráulico. O objetivo desse código é simplificar a geração de relatórios de dados de contagem de partículas, pela conversão dos números de partículas em classes ou códigos amplos, onde um aumento em um código geralmente significa uma duplicação do nível de contaminação.

Essa norma se aplica a óleos minerais e sintéticos recém-produzidos com e sem aditivos. Parte da amostra de óleo é filtrada através de um filtro de membrana, e o resíduo no filtro é lavado sem óleo com solvente. As partículas no filtro são determinadas por número e tamanho usando um microscópio óptico. As contagens de partículas são fornecidas separadamente para os tamanhos das partículas, os quais são valores codificados de acordo com a ISO 4406.

É uma norma relacionada aos métodos de testes de matéria particulada, aplicados a fluidos e líquidos injetáveis usados no setor de saúde. Exemplos incluem soluções intravenosas (IV), injeções de medicamentos etc. A matéria particulada se refere a partículas não dissolvidas que estão presentes de forma não intencional em fluidos injetáveis e que podem causar toxicidade indesejada ou efeitos colaterais.